Photo Photo Photo Photo

Manutenção de Gramados (Corte)

De um modo geral, a aparência de um gramado é provavelmente mais influenciada pelo corte do que por qualquer outro fator. O corte é a operação que mais tempo toma na manutenção dos gramados. Boas práticas nesta operação terão influência direta na aparência, saúde, vigor e densidade.
Frequência de Corte
É uma das considerações mais importantes e provavelmente a mais desrespeitada. Cortes infrequentes farão com que você remova grande parte da área foliar. Esta remoção exagerada será um choque fisiológico para a planta, causando áreas branqueadas (sem folha), ou opacas, diminuirá a fotossíntese e a capacidade de absorção dos nutrientes pela planta, diminuindo reservas do sistema radicular e também provocará o aumento de aparas criando condições favoráveis a doenças e insetos.
Para se ter um gramado bonito o corte é fundamental e, para sabermos quando cortá-lo e com que frequência, precisamos entender alguns segredos. A Frequência depende de diversos fatores como temperatura, fertilidade, época do ano, tipo de grama e irrigação ou chuva. Isso quer dizer que no verão a frequência de corte será maior que no inverno.
Muita fertilidade levará à necessidade de cortes mais freqüentes, assim como chuvas farão com que a grama cresça mais rápido. Se você quer menor freqüência de corte no verão, diminua o nível de adubação e a freqüência da irrigação, ou então, use gramas de crescimento lento como as Zoyzias.

Regras Importantes:

Caracteristicas Gerais Esmeralda e Mini Zoysia São Carlos Bermuda Tifway Zeon
Altura de Corte 2,5 a 5cm 2,5 a 5cm 1,5 a 3cm  
Frequência de corte:        
Verão < 1 vez por semana 1 vez por semana 2 vezes por semana  
Invero 1 - 2 vezes por semana 2x por mês 1 vez por semana  

1. Regra do 1/3 (one third rule).
Não cortar mais que um terço da altura da grama, ou seja, se sua grama está com 3 cm, corte somente 1 cm mantendo-a com 2 cm.
Ex.: Altura antes do corte 3cm.
Corte: 1 cm.
Altura após o corte: 2 cm.
Esta é a regra mais importante e recomendada pela maioria dos especialistas para que a grama, após o corte, mantenha-se verde e não forme partes brancas ou queimadas.
2. Use máquinas com lâminas afiadas para não machucar a ponta das folhas e assim conseguir um melhor acabamento.
3.Aparas de grama devolvem fertilidade ao solo, porém, o excesso prejudica. Isto quer dizer que, quando a parte removida não for superior a 1 cm, não há necessidade de remover a palha.
Use cortadores movidos à gasolina e dimensionados para gramados do porte do seu.
Ex.: gramado de 1000 m² = cortador de 3 a 5 hp, para o trabalho ser mais fácil e tranquilo.
Lembre-se, um gramado bem aparado e sadio é fundamental para sua qualidade, evitando o surgimento de ervas daninhas, fungos e doenças.

MANUTENÇÃO DE GRAMADOS (FERTILIZAÇÃO)

Um gramado denso e verde é a base da maioria dos jardins. Sem este verde, árvores e plantas mesmo lindas, não mostrarão seu potencial, prejudicando assim a estética do jardim e desvalorizando a edificação. Por outro lado, um gramado bem mantido traz muitos benefícios práticos como manter o solo livre de erosões, reduzir a poeira ou lama ao redor da casa. É um redutor de calor natural e de luminosidade e reflexos indesejáveis, além de ser uma área de recreação ou lazer segura para todos.
Um programa de fertilização é necessário para manter um gramado com boa qualidade. Uma apropriada adubação fará a recuperação de um gramado pobre ou manterá a qualidade da grama mais eficientemente que qualquer outra prática de manutenção.
A melhor prática, para estabelecer um adequado programa de fertilização é partir da análise de solo, que deve indicar um caminho, uma orientação, e não uma paranóia a ser seguida. O teste do solo é uma ferramenta para determinar um programa inteligente. É impossível somente no olhar determinar deficiências de fósforo ou potássio e assim determinar as quantidades necessárias a serem aplicadas.
O melhor indicador do nível de nitrogênio é a aparência da planta e seu vigor. Uma aparência clorótica (verde amarelado) indica deficiência, um verde intenso e crescimento rápido são sintomas de bastante nitrogênio, talvez mais do que o necessário.
Medidas corretivas para suprir deficiências são mais complicadas e podem demorar a dar resultados. Porém um balanceamento de nutrientes pode ser executado rapidamente.
Gramas do tipo Bermudas, Zoyzias, Santo Agostinho ou Catarina (São Carlos) têm seu crescimento máximo em períodos de temperatura alta e podem até entrar em estado de dormência no inverno.
A necessidade de fertilizante varia de acordo com a espécie, com o tipo de solo e suas condições físicas e químicas como textura, compactação, estrutura, pH e deficiências de nutrientes. Também variam conforme condições climáticas (temperatura, chuvas, luminosidade) ou o uso proposto e seu grau de exigência.
O maior cuidado deverá ser observado com coberturas feitas de terra, compostos, areia ou suas misturas quanto à sua origem, pureza ou contaminação, uma vez que podem infestar seu gramado com ervas daninhas, sementes indesejáveis, insetos, inços, etc...

   
Evite adubar manualmente. Adubadeira por Gravidade Adubadeira a Lanço.
 

 


São Paulo


(12) 3905.3388

 


Rio de Janeiro


(22) 2654.1333

 


Rio Grande do Sul


(51) 3662.8600